golos, algumas dores, muitos sorrisos e saudades.

Uma das coisas que sempre ouvi dizer nesta aventura da parentalidade é que “pais felizes, crianças felizes.”

Foi a semana sem o meu pirata. É sempre complicado. Se por um lado tenho mais tempo para mim e para as minhas coisas, por outro lado morro de saudades. Fico a imaginar como terá sido o regresso às escolinhas de futebol do Benfica; como é que reagiu à derrota do Benfica (ui! do que conheço já sei que ficou doente); como é foi a primeira semana a sério na escola (novas exigências) … e pelo meio uma série de detalhes deliciosos … as expressões! No outro dia ele disse-me que tinha uma amiguinha nova, a Júlia. Perguntei-lhe se ela era bonita … ele disse que sim e

– “ainda por cima apanhei-a a olhar para mim no recreio!”

LOOOOOOOL Safado! Já sabe que tem pinta! Vai ser bonito, vai! São estes detalhes que vamos perdendo nas semanas que estamos “fora” mas felizmente tanto eu como o pai tentamos contar tudo um ao outro. Esta é parte dura da separação. Muito dura.

Como em quase tudo há o outro lado: o termos tempo para nós e para as nossas coisas. Quem disser que isso não é importante está a mentir com todos os dentes. Todos sabemos que com as rotinas e com filhos perdemos essas horas.

Esta semana consegui matar saudades de algumas coisas que me deixam feliz …

  • Ir a Alvalade ver o meu Sporting;
  • Ir ao cinema à sessão das 18h00;
  • estar com amigos em eventos;
  • jantar com calma;
  • ir ao ginásio e experimentar uma aula de Crossfit;
  • demorar horas na Zara;
  • escrever e ouvir música

 

São detalhes. Costumo dizer que não sou mulher de grandes extravagâncias e não sou mesmo. Estas são algumas das coisas que me deixam com um sorriso na cara. Caramba! Foi uma semana de avanços e recuos, mas olhando para tudo … foi uma boa semana. Estou de sorriso na cara. O sorriso que eu meu filho vai ver hoje.

“Pais felizes, crianças felizes.”:)

Boa semana.

Comments

comments