Porque o mundo é perfeito enquanto tão diverso e diversificado for ele e porque as miríades de diferenças que nos distinguem, a nós seres vivos deste planeta, são a manifestação da criatividade do divino, faz sentido celebrá-las. Mais ainda numa sociedade (que não tem nação e pode ser a de qualquer país) em que a diversidade e a diferença são motivos e argumentos para nos separar, de nós mesmos, dos nossos sonhos e dos outros.

Para evitar que se perca este elo “divinal” entre uns e outros, a Fundação Calouste Gulbenkian criou um programa especial com actividades para todas as idades para dedicar o próximo Domingo, dia 3 de Dezembro, à descoberta daquilo que nos aproxima e une: ‘Todos somos outros’.

O ‘Todos somos outros’ engloba concertos, visitas, conversas, jogos e actividades, num leque de propostas para crianças e adultos partilharem as experiências de cada um e assim explorarem as facetas do mundo em cada sonho, em cada viagem, em cada história.

Sandra Marques Augusto | Colectivo 71.86

Imagens © Direitos Reservados

Comments

comments