Entre os objectivos e as metas a alcançar e os sonhos escolhidos para realizar em 2018, cabe sempre mais uma lista, a dos livros a descobrir, ao ritmo de cada um – que há os que devoram livros sofregamente e os que se arrastam pelas páginas num deleite prolongado. Mas ritmos e preferências à parte, o importante é mesmo escolher um ou vários títulos e dedicar-se à leitura, explorando enredos e partilhando emoções com as personagens que, algures no tempo e no espaço, um escritor deu ao papel.

Para lá do Inverno, de Isabel Allende, Porto Editora

Editado este mês em Portugal, é mais um romance no estilo inconfundível que a autora já nos habituou. Desta vez, Allende juntou três personagens no cenário cosmopolita de Nova Iorque para abordar dois temas que preocupam a todos: a identidade dos EUA tal como se apresenta hoje e as migrações. A cidade é assolada por uma terrível tempestade e os sobreviventes terão de aprender a gerir emoções e capacidades para ultrapassar as dificuldades. Entre eles encontram-se um professor universitário, uma mulher chilena e uma rapariga guatemalteca migrada ilegalmente que hão-de encontrar esperança no amor e na segunda oportunidade que a vida lhes dá.

Piadas Ribeirinhas, As 101 piadas mais secas de sempre – O Compêndio Possível, de Pedro Ribeiro, Cultura Editora

Pois claro, a gargalhada quer-se em doses elevadas e assíduas. Humor negro, brejeirices ou piadas fáceis, tanto faz. Rir faz bem e Pedro Ribeiro sabe, vai daí que tem espalhado graças por esse mundo e agora reúne-as neste “compêndio”.

Não Sou o Único, de Helena Reis, Editorial Presença

Para quem aprecia biografias, esta é uma sugestão duplamente sentida: a história pessoal funde-se com a História da Música em Portugal e a vida de um homem funde-se com a vida de várias gerações, naquilo que o tornou ícone e naquilo que o fez e faz a nós, humanos. Pela mão da irmã, entramos no universo de Zé Pedro, guitarrista e fundador dos Xutos & Pontapés. O livro será lançado em Janeiro, mas poderá encomendá-lo nas livrarias e online.

Nunca Me Deixes, de Kazuo Ishiguro, Gradiva

Seria imperdoável deixar de fora de qualquer lista o autor laureado este ano com o Prémio Nobel da Literatura. Apesar de a sua obra não ser muito conhecida entre nós, Ishiguro merece a oportunidade de ser descoberto. Ou redescoberto, pois uma das suas histórias estará ainda presente na memória de muitos de nós – Despojos do Dia foi adaptado a cinema e as personagens principais entregues a dois actores de renome: Anthony Hopkins no papel do mordomo e Emma Thompson no papel da governanta. Considerado um dos melhores romances de Kazuo Ishiguro, em Nunca Me Deixes o autor tece uma história de amor que comove e expõe a fragilidade da vida humana, num enredo passado num colégio interno onde, algures num condado inglês, a infância de Kathy, Ruth e Tommy condicionou os caminhos até ao presente.

As Delícias de Ella para os Amigos, de Ella Woodward, Lua de Papel

Páginas para deleite do palato, sim por favor. Que as palavras também têm aromas, sabores e texturas e transformam-se em panquecas, cogumelos fritos com tomilho, pataniscas de batata doce ou banana caramelizada. Em As Delícias de Ella para os Amigos, temos mais de 100 receitas para ir desvendando ao longo do ano em refeições entre amigos, desde as mais singelas às ocasiões especiais. Propostas saudáveis, em opções vegetarianas e sem glúten.

Boas Leituras, Bom Ano!

Sandra Marques Augusto | Colectivo 71.86

Imagens ©  Direitos Reservados

Comments

comments