Ter um cão dentro de casa pode dar algumas dores de cabeça se não estivermos devidamente preparados para o receber. Especialmente enquanto são bebés, os cães são mesmo muito curiosos, e podem fazer alguns estragos caso não tenhamos planeado com cuidado a sua chegada ao novo habitat. Ao dar este passo, devem ter a certeza de que o vosso lar está preparado para ser “amigo do vosso cão”. Por isso, hoje venho apresentar-vos 10 dicas para fazerem com que o vosso novo amigo se sinta bem!

1. O teu cão tem de se sentir verdadeiramente em casa

Cria uma zona para o teu cão onde tenhas os brinquedos dele, o comedouro e bebedouro, o caixote… e mostra-lhe esse espaço assim que ele chegar à tua casa. Faz as apresentações de forma gradual: apresenta-o às crianças, se tiveres, apenas quando estiveres por perto. É importante preparar também os miúdos para serem meigos com os cães e não terem movimentos repentinos para que eles não se assustem.

2. Receber convidados? Os cães têm de esperar

Quando recebemos pessoas em nossa casa, é normal que os cães comecem logo a saltar para cima deles, a pedir festas e brincadeira. Prepara os teus convidados para ignorarem o cão se ele se manifestar desta forma. Os cães têm de perceber que, com a chegada de alguém a casa, só recebem mimos se mantiverem sentados e calmos enquanto as pessoas chegam. Se ele se portar bem, recompensem-nos com um biscoito e depois, aí sim, podem dar mimos! Eles são uma grande ajuda enquanto os estamos a treinar, mas também podemos sempre dar um elogio para eles compreenderem que têm de se manter bem comportados!

3. Cão em casa? A tampa da sanita tem mesmo que ficar fechada

Algumas mulheres queixam-se que os seus maridos ou filhos, homens, nunca fecham a tampa da sanita. Querem uma solução rápida? Adoptem um cão! Com um cachorro em casa, as tampas das sanitas têm sempre de estar fechadas. Os detergentes são muito perigosos para os cães, e este acto ajuda a evitar esse perigo nas casas de banho.

4. Cabos elétricos e equipamentos ligados à corrente

Nas zonas onde o vosso cão vai andar, tenham especial atenção aos equipamentos que estão ligados à eletricidade. Para a segurança dele, devem desligar, remover ou cobrir quaisquer cabos que estejam ao seu alcance.

5. Objetos pequenos representam um perigo sério

Especialmente enquanto são pequenos, os cães têm a tendência de morder tudo o que lhes aparece. Objetos pequenos como agulhas, botões, cordas, pregos ou anilhas de bebidas devem estar fora do alcance deles: podem sufocá-los ou magoá-los de forma séria. Guardem estas pequenas coisas numa caixa e mantenham-se atentos aos objetos que podem andar pelo chão.

6. Estabelece regras desde o princípio

Para que o teu cão te respeite, terás de estabelecer desde o princípio o teu papel de líder. Cria regras claras de forma a que ele perceba o tipo de comportamento que deve ter nas várias situações do dia a dia. Consistência e reforço positivo são muito importantes durante a fase de treino dos cães, pois ajudam-no a cumprir as regras. Quando ele se portar bem, façam-no perceber isso dando-lhe um biscoito, um carinho, ou com um elogio.

Post realizado com o apoio da Purina.

 

Comments

comments