Música, pinta, tendência, caras conhecidas, moda, trendy … tudo isto e muito mais no Coachella. A primeira parte, chamemos-lhe assim, já foi. No próximo fim de semana há mais.

O Coachella Valley Music and Arts Festival é um dos maiores festivais do música do mundo, realiza-se em Indio, na Califórnia

E porquê de tanto “zum zum” à volta deste festival? Para além do cartaz ser do melhor, o ambiente, o espaço em si, o calor, e os looks… é tudo maravilhoso. Tudo cool. E é também o sítio certo para as pessoas serem diferentes.

Eu confesso que gosto de coisas diferentes. Nunca “olhei” para o que os outros pensam. Se gosto, uso. Olham e não gostam? Azar. Há muitos anos quando comecei a trabalhar em rádio lembro-me que um colega disse-me “Admiro-te. Tu tens coragem para usar qualquer coisa!” Não é coragem. Se comprei é porque gosto. Se gosto porque não usar?! Não sou refém de um estilo. Gosto de variar e cada mais de misturar.

Sem dúvida que o Coachella tem a minha cara. Eu sei, a vossa também! 😉 Um dia vou. não sei quando mas sei que um dia vou sentir este calor e esta boa onda sem ser através de fotos e vídeos.

Por cá o “meu” querido Nos Alive caminha para se tornar a médio/longo prazo num Coachella. Em matéria de bandas está lá … só falta mais espaço! 😉

 

 

Adorooooo!

(Photo by Presley Ann/Getty Images for Coachella )

As bolsas de cintura sempre presentes.

Confesso que uso estas bolsas há muitos anos. Verdade que antigamente não havia muitas e as que existiam eram bem mais práticas e não tinham este toque elegante … Acho que a minha primeira foi da Eastpack!

 

 

(Photo by Presley Ann/Getty Images for Coachella )

 

 (Photo by Presley Ann/Getty Images for Coachella )
(Photo by Presley Ann/Getty Images for Coachella )

Chapéus! Amooooooo. 🙂

 (Photo by Presley Ann/Getty Images for Coachella )
(Photo by John Sciulli/Getty Images for PUMA)
(Photo by John Sciulli/Getty Images for PUMA)

 

 

 

 

Viva ao brilho e ao glitter! 🙂

 

Se eu já ando em pulgas para os festivais de música, depois disto … como o meu filho: “falta muito?” 🙂

 

Comments

comments