Adoro os Santos populares. Adoro.

O espírito, os petiscos, as músicas, a alegria da nossa cidade por estes dias … gosto tanto ao ponto de dizer que é uma das minhas alturas de eleição do ano. Não digo a favorita porque essa honra cabe ao Natal, mas os Santos vêm logo logo a seguir.

Todos os anos compro um manjerico, aliás o Miguel já me comprou um, não dispenso o caldo verde e devoro um prato de sardinhas com uma salada de pimentos que fica a trabalhar a noite toda no estômago mas que eu amo! 😉

No início Alfama era a minha escolha para passar e estar com os amigos na véspera de Santo António, ou pelo menos começávamos em Alfama e depois íamos andando e parando conforme nos apetecia.

De há uns anos para cá e com o pirata (que eu adoro levar para os santos) comecei a ficar mesmo pela Vila Berta na Graça. É tudo confeccionado pelos moradores da vila e claro a tradição ainda é o que era: caracóis, sardinhas, caldo verde,bifanas , pregos, chouriço … há de tudo e para todos os gostos. Tornou-se num dos sítios da moda e de ano para ano para ano tem cada vez mais gente.

Um conselho a quem está a pensar que quer ter experiência: tem de ir cedo! A partir das 19h00 começa a ficar muito cheio e depois é complicado encontrar lugar para sentar.

 

E viva aos Santos! 🙂

 

No ano passado no arraial da Vila Berta.

 

 

No ano passado também partilhei nas minhas redes esta fotografia com o César Mourão.

Comments

comments