Nos Alive.

Há praticamente 11 anos que vou ao Alive. Ao longo destes anos o festival mudou de nome mas o recinto é o mesmo. E ainda bem! 🙂 Falar em Nos Alive é falar no Passeio Marítimo de Algés. O recinto é o mesmo mas se há coisa que a organização não pára é de inovar e melhorar o espaço e o cartaz!

 

 

 

Algumas recomendações de quem já nada nisto há alguns anos e não é só para a foto (loool):

  • Levar agasalhos. Eu sei que sou friorenta, mas meus amigos aquela humidade característica daquela zona (á beira rio) dá cabo até dos mais encalorados. Não há previsão de chuva mas a máxima é de 24º e a mínima é de 17º. Pois é, fresquinho;

 

  • Levar calçado confortável. Nada de chinelos, ou sandálias … Ténis ou botas. Para mim o ideal são as botas. Fáceis de limpar e super confortáveis;

 

  • Não levar o carro com a esperança de encontrar um lugar bem pertinho… vá em Algés, Belém … Eu já fiz isso e correu mal! Cheguei 1 hora atrasada à emissão e acbei por estacionar quase tão longe como se tivesse deixado o carro em Lisboa. Há excelentes alternativas: metro, comboio, eléctrico, autocarro ou barco. Mais: Durante os três dias do festival, vão existir autocarros gratuitos que fazem a ligação entre o Centro Comercial Alegro Alfragide e o NOS Alive;

 

  • Não levar selfiestick. Não é permitido em qualquer festival;

 

E depois é escolher os concertos, os palcos e divertir! Este ano vai ser difícil: tanta coisa boa e às vezes quase à mesma hora mas vai dar para tudo.

Assim de caras a não perder (pelo menos para mim): Bryan Ferry, Arctic Monkeys, Snow Patrol, Khalid, The National, Chvrches, Rag ‘N’ Bone Man, Kaleo, Pearl Jam, Franz Ferdinand, MGMT e Mallu Magalhães.

 

 

Todas as informações no site Nos Alive 

Instagram: Nos Alive 

 

Comments

comments